Por Favor aguarde...
 
   Lembrar dados
 
   Esqueci-me da password
 
 

  Terça-Feira, 12 de Agosto de 2008


Sudoeste 2008 - as duas raínhas (parte 2)
publicado por Miss Violett
 
Votar
  |   Comentários (0)   |    Enviar por e-mail Enviar por e-mail


Sudoeste 2008 - as duas raínhas (parte 2)

No dia 8 de Agosto, lá chegámos um pouco mais cedo desta vez, não só para vermos mais bandas, mas também para aproveitar um pouco mais do espaço.


O recinto estava notoriamente maior em relação às edições anteriores. Acho que, ao fim de dois dias, não consegui habituar-me à nova disposição e acabei por me confundir sempre "mas afinal para que lado eram os matrecos? As tendinhas da roupa não eram para a esquerda? Bah!". Uma coisa era certa, o palco principal era sempre tão distante....Depois de umas voltas pelo recinto resolvemos começar a alinhar na grande iniciativa TMN e recolhemos algum lixo em troca de fichas para a Roda Gigante. Valeu a pena o esforço, ainda foram uns bons minutos repartidos entre poucos e muitos metros do chão. No fim até avisam com uma campainha à la Comboio de Alcântara e a Roda ganha uma nova velocidade "assustadora".


Mas voltando à música. Estava um pouco ansiosa para ver Goldfrapp finalmente. Apesar dos vários concertos no nosso país, esta foi a minha primeira oportunidade para vê-los ao vivo. Só o início já compensou bastante, com o hino "Utopia" a puxar logo pelo timbre mais poderoso de Alison. Magnífico! O Ambiente tinha tudo a ver com o novo album, animais de bosque e decoração muito natural com toda a banda vestida de branco e descalça. Porém, pareceu-me que a maior parte do público não estava ali para ouvir os novos temas, mas antes para dançar os velhos, visto a maior entrega do público só praicamente se sentir quando tocaram "Number One", "Oh La La", "Train" e "Strict Machine", temas escolhidos para fechar o set em Portugal. Para mim foi perfeito, Alison vestida com um curto vestido rosa que fazia lembrar uma camisa de dormir que elevava a sua brancura exagerada conseguiu manter um bom equilíbrio entre novos e velhos temas. Apesar do novo registo mais melancólico e um pouco up-beat, a sua figura sexy foi permanente ao longo de toda a actuação. Eu adorei do princípio ao fim!


Antes, tinham actuado os Tindersticks. Mais um grande erro de programa Sudoeste que se junta aos anteriores Tinariwen. Estes deveriam tera actuado num palco secundário, ou mesmo numa Aula Magna. Ambos os registos são parados demais para se ver num palco principal e o público afirmou claramente esta posição abandonando em massa nas duas actuações. Já Chemical Brothers não trouxeram qualquer novidade, apenas a rave gigantesca do costume que neglegencia os samples característicos e mantem-se antes na batida repetitiva e cansativa. Só saliento os efeitos visuais do ecrã gigante que eram de facto muito bons, desde palhaços horripilantes e baratas a sirgirem por todo o lado blargh!



Oh La La de Goldfrapp ao vivo no Sudoeste 2008


No próximo post coloco algumas fotos que tirei durante estes 2 dias ;)


Comentários  0 Comentários
Adicionar Comentário

Não se encontram associados comentários a esta página
 
 

Que bandas achas que deveriam vir a Portugal este ano?

Ver Resultados
Links
Salas de Espectáculo

ZDB

Santiago Alquimista

Mini-Mercado

Musicbox

Lux

Coliseu dos Recreios

Pavilhão Atlântico

CCB

Culturgest


Festivais

Optimus Alive!'10

SBSR 2010

Rock in Rio Lisboa

Vilar de Mouros

Sudoeste TMN

Paredes de Coura

Super Bock Surf Fest

Festivais PT

Marés Vivas

Músicas do Mundo


Compra de Bilhetes

Ticketline

Bilheteira Fnac

Flur

Carbono


Organizadoras

Música no Coração

Everything is New

Ritmos

Ritmos e Blues